sexta-feira, 3 de maio de 2013

♥ "Azirilhante" com Flavia Melman ♥ Inspirado em uma história real ♥ Teatro Eva Herz ♥ SP ♥




O voo de Flávia Melman: no espetáculo Azirilhante, inspirado na história real de sua mãe Vera, a atriz trata de questões fundamentais da existência.

“Se queres ser universal, começa por pintar a tua aldeia”, diz uma das mais famosas frases do escritor russo Liev Tolstói. Para revelar a própria aldeia interior, esse espaço instalado entre a memória e os afetos, a atriz Flávia Melman – da Cia. Simples de Teatro – resolveu remexer em antigas gavetas, em lembranças felizes e tristes, em caixas vazias e outras cheias e também em geladeiras imaginárias, onde certos sentimentos do passado devem ter ficado por muito tempo congelados. Contou com a amiga Daniela Duarte, também da companhia, para dar forma teatral a uma história ao mesmo tempo real e incrível: antes de falecer, Vera Asrilhant Melman, mãe de Flávia, comprara uma estrela pela internet e a batizara com seu sobrenome de solteira; tinha, inclusive, um certificado do registro estelar internacional. A mãe-pássaro, que voara do 13º andar do apartamento rumo ao infinito, era dona de uma estrela. Decerto quisera se apropriar dela literalmente.

A peça foi viabilizada por meio do site de crowdfunding Catarse, com 150 apoiadores.

Até 25/ 5, sáb. 18h. Teatro Eva Herz (dentro da Livraria Cultura)/ Conjunto Nacional: Av. Paulista, 2073, metrô Consolação, tel. . Gênero: Drama. Duração: 65 min. Classificação: 14 anos. Ingressos: R$ 40. Cartões de crédito: A/D/M/V. Débito: R/M/V. Onde comprar: na bilheteria (ter. a sáb. 14h/21h, dom. 12h/19h) e, com taxa, pelo tel. 4003-2330 e pelo site Ingresso.com.

http://www.azirilhante.blogspot.com.br/

Um comentário:

  1. se não me engano conheci a falecida vera nos anos 60 no bairro de santo amaro,precisamente na rua carlos gomes 818 ,onde o ser isaac e a sra ana tinha um bar , eu ná época era muito conhecido da vera ainda menina pergunto , esse episódio seria a vera a quem me refiro , se for ficarei muito aborrecido ,vou assistir a peça ,para que eu possa tirar algumas conclusoes - agradeço- HUGO VILLAR

    ResponderExcluir