quarta-feira, 12 de agosto de 2015

♥ Marília Pêra é ovacionada de pé na entrega do 25º Troféu Oscarito no Festival de Cinema de Gramado ♥




Ao som de uma prolongada salva de palmas e envolvida em um terno abraço dos três filhos, a Diva brasileira Marília Pêra recebeu, na noite desta terça-feira, 11/08, o Troféu Oscarito deste 43º Festival de Cinema de Gramado.

O público recebeu a atriz de pé, com a cerimônia que a Homenagem merecia – não apenas por tratar-se de um mito da interpretação no país, mas também porque nas mãos de Marília repousou o 25º Troféu Oscarito da história de Gramado, que desde 1991 destaca personalidades do cinema nacional.



“É uma honra receber esse prêmio que leva o nome de um gênio da nossa comédia”, agradeceu.

Com mais de 20 filmes no currículo, Marília Pêra não apenas atuou ao longo de sua carreira, mas também cantou e dançou “com desenvoltura”, conforme destacou o apresentador Leonardo Machado.

Sobre o ofício, ela comentou em um vídeo exibido no telão: “Ser atriz é fabuloso porque se o personagem é horrível, você aprende o que precisa jogar fora de sua vida. Por outro lado, pode se absorver coisas lindas daqueles papéis positivos”, justificou.





A entrada em cena, aliás, foi pura emoção. Parada ao centro do palco, debaixo de uma ovação da plateia lotada do Palácio dos Festivais, Marília Pêra foi surpreendida pela entrada dos três filhos no teatro – ela desconhecia o fato de que estavam em Gramado para Homenageá-la.




“Esses danados não me falaram nada”, admitiu a Diva, já ao microfone e com a voz embargada.

Foi a deixa para que ela listasse uma lista de pessoas importantes em sua trajetória: “Filhos, marido, minha irmã Sandra”, iniciou, para em seguida incluir colegas de profissão que também estão na Serra Gaúcha, como “Bigode”, ou Luiz Carlos Lacerda, que compete no festival com seu “Introdução à Música do Sangue”, Bete Mendes, e os curadores desta edição Rubens Ewald Filho e Marcos Santuário.

“A melhor coisa da vida é ter amigos e é o que vocês são”, resumiu a atriz.





Ao Festival de Cinema, Marília Pêra desejou uma vida ainda mais longa que os atuais 43 anos. “Sucesso a Gramado, que continue sendo motivo de reunião, discussão e progressão da nossa cultura e um motivo de muito orgulho para o nosso país”, concluiu.


Vinda dos filhos foi mantida em segredo

Marília Pêra não escondeu a surpresa ao ver os filhos descendo o corredor em direção ao palco do Palácio dos Festivais, de braços abertos e gritando seu amor à plenos pulmões para a mãe. Ela não sabia que eles estavam em Gramado.

No final da tarde desta terça, 11, enquanto Nina e Esperança davam os últimos retoques no salão de beleza para a grande noite de sua mãe, Ricardo já contava os minutos no hotel para entrar no Palácio dos Festivais e entregar o Troféu Oscarito para a atriz.

A surpresa foi arquitetada nos mínimos detalhes, em uma missão nada fácil. Na última sexta-feira, 07, Ricardo estava de aniversário e, no jantar com Marília, precisou disfarçar quando ela contou que as malas estavam prontas para ir ao Rio Grande do Sul.

"Ontem liguei para ela e disse para se cuidar pois eu acompanharia toda a homenagem pela TV. Acho que ela acreditou direitinho", comemorava Ricardo, sorridente.

Ator e músico, o filho da Homenageada, conforme foi crescendo, percebeu que seu destino estava traçado. "A primeira vez que estive em um palco eu já estava na barriga da minha mãe, quando ela fazia 'Alô, Dolly!'. Fui criado por uma família totalmente artística e, durante toda a minha infância, fui do colégio para o teatro e do teatro para casa. Simplesmente não tive escolha: eu precisava ser ator", conta.

Tudo começou quando Ricardo tinha 10 anos: ganhar um festival de música no colégio foi a porta de entrada definitiva para o universo das artes.
Ele já tinha o seu "parque de diversões", como gosta de dizer, nos teatros em que a mãe atuava, onde brincava de vestir figurinos e ensaiar papéis como substituto - a música, entretanto, lhe colocou em um caminho sem volta.

Criança, até passou pelos clássicos momentos de querer ser astronauta – e depois veterinário –, mas a convivência e a paixão de Marília pelo ofício tomaram conta de seu coração. "Sempre tive orgulho dela e não sei como seria minha vida se não fosse assim", admite.

Ele não nega a influência de Marília em sua carreira: "Não tenho como não me inspirar nela. É genético".

“Quem entende do balacobaco sabe que ela é demais”

"Mãe perfeita e maravilhosa" segundo seu filho, Marília Pêra ensinou a Ricardo tudo o que ele sabe, seja sobre as artes ou sobre a vida. Juntos, fizeram, até agora, 16 trabalhos.

Na memória de Ricardo tem lugar garantido as atuações da mãe no espetáculo "Como Vencer na Vida Sem Fazer Esforço", na novela "O Cafona", e no longa "Pixote - A Lei do Mais Fraco", entre tantos outros.

Antes da homenagem, Ricardo, que apostou que Nina, a irmã mais nova, seria a mais emocionada do trio de irmãos, e também fez questão de deixar um recado antecipado para a grande homenageada.

"Quem entende do balacobaco sabe que ela é demais; uma das melhores atrizes não só do Brasil, mas do mundo. Ainda quero entrar muito em cena com ela. Mãe, você tem o meu amor eterno", declarou.




FÉLICITATIONS !!!

BIEN MÉRITÉ !!!



O 43º Festival de Cinema de Gramado é uma realização do Ministério da Cultura e da Gramadotur e uma promoção da Prefeitura Municipal de Gramado. Tem patrocínio da Oi, BNDES, Stella Artois e Petrobras, e copatrocínio do Banrisul. Apoio especial: DUOCASA. Apoio: Oi Futuro, Nikon, Caracol Chocolates, Snowland, Cristais de Gramado, PRAT-K, Stemac, CiaRio, O2 PÓS, Canal Brasil, TVCOM, RBSTV, Revista de Cinema, TVE, Hotel Serra Azul e Unimed. Apoio institucional: Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, ACCIRS, APTC, Fundacine, IECINE, SIAV E Corsan. Transportadora oficial: Avianca. Agência oficial: Vento Sul. Agente Cultural: AM Produções. Promoção: Prefeitura de Gramado. Financiamento do Pró-Cultura RS, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Realização: Gramadotur, Ministério da Cultura, Governo Federal, Brasil Pátria Educadora.

(Repórteres: Naira Hofmeister e Matheus Pannebecker / Foto: Igor Pires/Pressphotos)



Antes de abrir la Soirée, o Tapete Vermelho do Festival recebeu uma apresentação do Espetáculo Belle Époque.





Créditos : TV Festival

Assessoria de Imprensa:
Pauta – Conexão e Conteúdo | +55 51 3333 5756 / 9396 0633 / 54 3286 2158
 www.pautaassessoria.com.br 
Facebook.com/pautaassessoriaecomunicacao.com.br   Twitter:@pautaassessoria
Atendimento Brasil: Matheus Pannebecker - matheus@pautaassessoria.com.br
Agenda Imprensa e Produção: Bárbara Moreira – barbara@pautaassessoria.com.br 
Redes: Bianca Carneiro - bianca@pautaassessoria.com.br
Atendimento Latinos: Naira Hofmann – naira@pautaassessoria.com.br 
América Latina: Daniela Cardarello – dcardare@gmail.com 
TV Festival - tv@pautaassessoria.com.br
Coordenação Geral: Vera Carneiro – vera@pautaassessoria.com.br

Festival de Cinema de Gramado
www.festivaldegramado.net
Facebook.com/festivaldecinemadegramado
Twitter @cinemadegramado
Instagram @festivaldecinemadegramado
YouTube https://www.youtube.com/festivaldegramado

Nenhum comentário:

Postar um comentário